Hotel cápsula no Japão

20160225_215225

Quem viaja, de vez em quando, se vê diante de um voo bem cedo pela manhã, o que sempre resulta em noites mal dormidas ou gastos excessivos com transporte. A melhor alternativa para driblar estes desconfortos é dormir naqueles hotéis que ficam próximos aos aeroportos. Tem desde os mais simples até os mais luxuosos como Sheraton ou Hilton. Já o Japão, sempre ele, oferece uma opção bem econômica, que pode não primar pelo conforto, mas certamente ganha no preço e praticidade.

Estou falando obviamente dos hotéis cápsulas, acomodações super baratas que existem aos montes no país. Me hospedei em um este ano, localizado em pleno Terminal 2 do Aeroporto de Narita, nada mais do que 5 minutos do meu portão de embarque. Embora não possa afirmar que tenha sido uma noite agradável, a experiência é tão curiosa que confesso não me incomodaria em repetí-la em futuras viagens ao Japão.

O hotel em questão se chama Nine Hours, funciona diariamente e hospeda viajantes em busca de um sono rápido antes de embarcar. Oferecem opções de pernoite (9 horas), soneca (1 hora) e até banho avulso, para quem só quer tirar aquela “nhaca” antes da viagem. Cheguei no aeroporto em torno 22:00, comprei alguns snacks nas vending machines (não tem nada para comer no hotel) e fiz check-in com saída prevista para 07:00.

20160225_212719

Assim que o pagamento é feito, te entregam uma bolsinha com alguns itens básicos como toalha, pijama, chinelos e escova de dentes. Neste ponto já separam homens e mulheres, portanto não adianta ir em casal, eles são bem inflexíveis em relação a isso. A primeira etapa é o corredor com lockers para guardar as malas. Ali você deixa absolutamente tudo que não vai precisar durante a noite! Felizmente, os armários são grandes e cabem malas de todos os tamanhos.

Após o setor dos lockers, encontra-se outro corredor desta vez com pias e banheiros com porta. Logo em seguida, um terceiro corredor cheio de chuveiros equipados com sabonetes e shampoos. Mas não imaginem banheiros de clubes com todo mundo tomando banho junto! Apesar de serem ambientes coletivos, o hotel tem um design que favorece a privacidade dos hóspedes, uma vez que todas as privadas e chuveiros são individuais, com portas trancáveis. Não há frestas ou buracos nas portas para incomodar os mais tímidos.

Enfim, depois de passar pelos corredores de higiene pessoal, chegamos ao espaço das cápsulas. São dois andares, umas coladinhas nas outras, mas para minha surpresa não achei nem um pouco claustrofóbico. Os “quartos” são amplos, todos brancos, com colchão, travesseiro, cobertor e um painel com tomada e controle de luminosidade. Dá para ficar sentado sem problemas, mas obviamente quanto mais alta a pessoa, menos confortável fica. Consegui usar o Wi-Fi, mas não lembro se era o do hotel ou do próprio aeroporto.

De qualquer maneira, é um lugar feito exclusivamente para dormir. Não esperem um clima de albergue, com área comum ou coisa do tipo. Nunca vi tanta gente junta sem trocar uma palavra! O único momento em que escutei a voz de alguém foi já dentro da cápsula. O isolamento acústico é quase nulo, então você escuta tudo dos hóspedes mais barulhentos. E obviamente meu vizinho de cápsula era um desses. Coitado, chegou quase meia-noite e ficou se lamentando por algumas horas (ou assim eu interpretei, vai saber…).

Depois de uns 40 minutos deitado no meu caixãozinho particular, consegui dormir super bem. Não sei se era o cansaço, mas apaguei e nada me atrapalhou no decorrer da noite. Acordei por volta de 06:30, sai correndo para tomar banho e me arrumar. Não tive problema em usar os chuveiros, tinham vários vazios e nem precisei esperar. A parte interna é espaçosa, a água é quente e constante. Quem já ficou em albergues aventureiros por este mundo a fora, com certeza vai achar as instalações um verdadeiro luxo!

Finalizado o banho e troca de roupa, devolvi o kit de amenidades e fiz check-out. Como eu disse, não é um lugar para se hospedar durante uma semana inteira em Tóquio. Mas quem precisar pegar um voo cedo em Narita, não pense duas vezes! Choques culturais a parte, não tem coisa melhor que sair do hotel e chegar em menos de cinco no balcão de check-in. Só evite assistir o filme Enterrado Vivo, aquele com Ryan Reynolds, antes de se hospedar. Sério, apenas evite. Conselho de amigo.

Mais informações:

Nine Hours Narita

Narita International Airport Terminal 2, 1-1 Furugome, Narita-City, Chiba

Diárias: 4.900 ienes (em torno de  R$ 160,00)

Site: ninehours.co.jp/en/narita

Um comentário sobre “Hotel cápsula no Japão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s